Ambientes Montessori, BLOG, montessori, Theo 5 meses

Quase nada

O quarto do Theo não foi sempre dele. Antes de tudo, foi nosso. Era o quarto menor de um apartamento pequeno. Eu achava que para o que a gente tinha que fazer lá dentro estava de bom tamanho. Foi um ninho sensacional e chegou a ser cenário do trabalho que eu mais gosto: a videodança insomne. O quarto grande era escritório, sala de alongamento, sala de reunião e quarto de hóspedes. Um dia a gente resolveu trocar, e o quarto pequeno começou a receber os agregados. Como não vivo na cidade onde me criei, ter um quarto de hóspedes é um luxo necessário. Quando sua família e os seus amigos chegam, é só com eles dormindo no quarto ao lado que se consegue matar a saudade de jeito. A lista de gente que morou um pouquinho com a gente é imensa, e como foi bom ter os amigos dormindo em casa de novo, como quando a gente é criança e adolescente. Desde o dia 19 de janeiro temos um hóspede permanente, e embora ele ainda não passe de 70cm ocupa um espaço danado. Lembro que a minha atividade principal quando fiquei grávida era jogar coisas fora. Dei metade das minhas roupas, me livrei de quilos de papel, eliminei toda espécie de quinquilharia e doei a bicama que me acompanhou por pelo menos vinte anos. Depois de tanto desapego, o quarto pequeno de repente ficou imenso. Aquele tanto de espaço vazio me fez sentir luxuosa. Não tinha ouro, não tinha lustre de cristal, nem cadeira Charles Eames. Riqueza mesmo é ter espaço. Aí, depois de meses na indecisão de como montar o quarto do bebê, resolvi que tudo que o Theo tinha que ter era espaço. Espaço pra brincar, pra rolar no chão, pra montar cabana, pra trazer os amigos. E o quarto do Theo, quando não está bagunçado, ficou assim.

É engraçado, olhando na foto parece que não deu trabalho nenhum, um quarto com quase nada dentro. Mas fora os neurônios queimados, as centenas de horas de internet navegadas (foi em uma dessas que descobri Maria Montessori e o quarto sem berço), quase tudo que tem dentro fomos nós que fizemos.

Lembro da cara de espanto da moça da aula de costura quando cheguei lá com um barrigão de oito meses. Deu tempo. Com a máquina de costura de quarenta anos da minha mãe, fiz as cortinas, o porta-treco do trocador e as capas para o chão de E.V.A.

Construímos a estrutura do mosqueteiro, o espelho (é de acrílico, colado em chapa de MDF, falta furar a parede e fixá-lo) e até o trocador foi desenhado por nós e pelo meu pai (ele fabricou na marcenaria).

A cadeira de amamentação é a mesma que a minha mãe me amamentou e o armário é herança do proprietário do apartamento, só trocamos os puxadores por estes que minha mãe presenteou. No mais, um colchão de berço no chão e um futon vermelho que desenrola e vira cama de solteiro. É nele que o Theo já aprende a dividir o quarto com os outros hóspedes, afinal a família e os amigos são mesmo indispensáveis para a alegria desta casa.

41 comentários em “Quase nada”

  1. Ah fui muito feliz hospede neste Quarto, e estou muitro triste q em ainda não conheci o Theo!
    Ele deve ser um menino feliz, demais!
    Amo vcs muito, quero ir logo ai!
    E o Quarto ficou demais!
    Moça vc é muito especial!

    1. Mary! Quando vem pro Rio de novo? O futon do quarto do Theo está te esperando. Foram dias muito lindos os da sua temporada aqui no alto das Laranjeiras. Tanta saudade…

  2. Marilia, encontrei você no consultório da médica no dia que enquanto você saboreava uma esfiha, a touquinha do Theo saboreava o orégano da esfiha… rsrs. Encontrei seu blog e acho o máximo a simplicidade com que você faz as coisas. Depois que montei o quarto da Júlia (com berço, cômoda, armário e tudo mais), vi que não era isso que queria, provalmente era o que as outras pessoas queriam. Não quero que ela durma ali sozinha, aí comprei um belo futton para os três dormirem juntos.
    Enfim, queria saber se você tem o relato de parto do Theo, já estou com quase 40 semanas e ansiedade anda me pegando… Só os belos relatos da equipe da Fernanda me acalmam…

    Beijos,
    Renata.
    P.S. Qual seu email?

  3. Hello, I met your blog while researching on the Montessori method.
    I’m loving your blog, your ideas are inspiring. But I got a question – I saw that you set up a structure Musketeer and I wonder how it works in practice. The baby does not get stuck in when you try Musketeer out of bed?

    Sorry, I hope you understand my bad English. I live in Brazil and my writing is not good as my reading.

    kisses
    Carla

    1. Hey Carla!

      Eu também vivo no Brasil! Se vc chegou no meu blog pelo How we Montessori, chegou na página traduzida pelo google. Mas eu moro no Rio, falo português e meu inglês é super pobre.

      A gente passou um tempo queimando a funfa pra evitar os mosquitos e manter a liberdade Montessori. No final fizemos a estrutura que vc viu na foto, e um tule imenso que vai até o final do piso de E.V.A. Fica uma cabana gigante cheia de espaço para o Theo. Eu vou fotografar o tule estendido pra vc ver e te mando.

      Beijos!

  4. oi marília,
    adorei o quarto do theo e ver como ele está grande! tô aqui começando a pensar em quarto de bebê e me preparando para as aventuras de ser mãe em 2013. adoro teu blog. parabéns! um beijo, laura.

    1. Uhuuuuuuu! Que máximo Laura. Fiquei até sem ar. Sempre que alguém me conta que está grávida me vem a lembrança do dia que apareceram os dois risquinhos no teste de farmácia. Sem ar total. E depois muito John Lennon e sua gravação do Stand By Me em looping. Que delícia. Um beijo muito especial.

  5. Olá, meu nome é Camila e estou na correria para montar a tempo o quarto de minha Alice, que chega mês que vem. Nosso quarto também seguirá o padrão Montessori e eu ainda não comprei tapete, pois todos que eu encontro ou são muito caros ou não são macios o suficiente. Como que você fez com o EVA? Você comprou uma placa e encapou? Ele não fica escorregadio não? Adorei o seu blog, estou seguindo muitas dicas! Parabéns!

    1. Oi Camila! Como vai? Pro quarto do Theo comprei um rolo de E.V.A., tem lojas que eles vendem a metro, são mais baratos e não são tão grossos como a placa. Devido a sua flexibilidade, ele fica justinho na capa, não escorrega não. Eu costurei duas, lavo de 15 em 15 dias. Fiz na medida exata, costurei o tecido com uma dobra pra dentro. Estou viajando agora e não tenho as fotos detalhadas para te mostrar, mas semana que vem te envio. Se quiser saber mais, existe um grupo no facebook: montessori para mamães, onde eu fiz um post sobre a capa com foto. O link é este aqui:

      https://www.facebook.com/groups/131727546931915/permalink/266909386747063/

      Boa sorte nesta correria final, ainda me lembro eu super grávida (também deixei muita coisa para a última hora), peregrinando no centro do Rio de Janeiro em busca dos materiais pra fazer o quarto, foi puxado, mas são memórias deliciosas.

      Um beijo!

      1. Ah Camila, fiz também um post com um vídeo do Theo no dia em que ele aprendeu rastejar. Ele se esbalda no e.v.a forrado e não escorrega nadinha.

  6. Oi Marília, encontrei seu blog através do grupo do facebook, fiquei apaixonada pelo quarto do Theo. Como a simplicidade e o minimalismo são mto mais bonitas. Infelizmente só conheci a filosofia Montessori depois de já estar com o quarto do Davi pronto (estou grávida de 35 semanas), mas eu e o marido já decidimos que vamos mudar. Tenho uma dúvida sobre o mosquiteiro, como vc fez? Pendurou no teto? E essa ”armação” é de madeira? Nós moramos em apto alugado então tenho que pensar bem antes de sair furando…
    beijos

    1. Oi Laís, tudo bem?

      Legal que você gostou, comentários como o seu dão um sentido ao blog. Obrigada. Sobre o musquiteiro,muita gente me pergunta então fiz um post detalhando o projeto. Meu apê também é alugado, e eu sou a rainha da furadeira. Depois só um pouquinho de massa e uma lixadinha resolve. Mas no caso deste projeto, só prego e martelo vai resolver. Beijos

  7. Oi Marilia, tudo bem? Sou mamãe de primeira viagem, esperando uma menina com 22 semanas. Eu e meu marido estamos apaixonados pelo método Montessoriano e praticamente decidos a fazer o quarto assim. Quando achei seu blog fiquei muito feliz por ver um exemplo de sucesso! Porém, tenho 2 dúvidas específicas e estava em busca de alguém que tenha feito esse quarto pra me acudir 🙂 Se puderes compartilhar tua opinião, agradeço imensamente!
    1 – Nos primeiros meses, vc usou algum tipo de proteção (como rolinhos) na borda da cama pra evitar um escorregão? E como foi quando o Theo começou a engatinhar? Vc não ficava receosa que ele saísse “perambulando” pelo quarto e pudesse se bater ou machucar nos móveis e brinquedos?
    2 – Você achou tranquilo o fato de ter que se agachar sempre p/ colocá-lo no colchão? Meu receio é de que depois de alguns dias minha coluna fique prejudicada, ainda mais com a barriga que ainda não terá sumido. 🙂
    Muito obrigada pela atenção! Grande abraço e parabéns novamente.
    Paula

    1. Oi Paula, tudo bem?

      Desculpe pela demora em te responder, estava me mudando de cidade e voltando ao trabalho ao mesmo tempo, e só agora a poeira está começando a assentar. Nos três primeiros meses o Theo dormiu no nosso quarto, nosso colchão de casal também era no chão e ficava do lado do dele. Não usávamos nenhum tipo de proteção porque o Theo não conseguia nem virar de barriga para baixo. Quando ele foi pro quarto dele e começou a conseguir virar, começamos usar umas almofadas e travesseiros para que ele não caísse no chão durante a noite, mais para que ele sentisse o limite da cama do que realmente fazer uma barreira, porque ele poder sair da cama sozinho é o mais legal do método Montessori. Quanto ao medo dos escorregões, não tinha não. O quarto dele era minimalista, pouquíssimos móveis (todos com os cantos arrendodados), pouquíssimos brinquedos, todas as tomadas cobertas, e um e.v.a forrado com brim na maior parte do chão. Ele só começou a cair quando aprendeu a ficar em pé se apoiando no móvel, e como não sabia como descer dobrando o joelho, se tacava no chão, mas em duas semanas ele aprendeu, foi um aprendizado rápido: caiu, chorou, aprendeu. Ele nunca se machucou. Quanto a segunda pergunta, sim, vc vai ter dor na coluna, mas não vai ser por causa da cama no chão. Mães recém nascidas têm dores na coluna, elas ficam sem dormir, elas ficam muito tempo em pé ninando a cria, elas dão banho todo dia se curvando numa banheira baixa, elas estão fora de forma… não são três agachadas por dia que vão estragar sua coluna. E depois, o fato de vc poder deitar junto com seu bebê, economiza várias pegadas no colo!

      Boa sorte pra vc, boa hora, e fé na Montesori que ela foi umas das mulheres mais incríveis que a humanidade já criou.

      Beijos

  8. Oi. Muito lindo o quarto do Theo. Desde a gravidez, mesmo não conhecendo o montessori (como demorei tanto pra descobrir esse mundo lindo?), já havia me decidido em não comprar berço e sim cama, e agora em não comprar cama e sim colchão… Estou a cada dia mais encantada pelo método. E agora louca pra me mudar logo para poder arrumar o cantinho da minha princesa. Atualmente com 5 meses… Quero te pedir 2 dicas. A 1ª brinquedos para bebês de 5 meses, 6 meses, 7, 8, 9, até 1 ano. E dicas de como arrumar o quarto para uma bebê de 8 meses que é o que a minha princesa vai ter quando mudarmos pra nossa casa.
    Agradeço desde já…

    1. Oi Sig!

      O Theo foi pro colchão quando tinha uns três meses, antes disso dormiu muito na nossa cama e numa rede suspensa que se chama NONOMO. Mas vc pode fazer do jeito que achar melhor, o mais legal da descoberta do método Montessori, é pensar que vc pode fazer tudo diferente. Siga suas intuições.

      Beijinhos

  9. Olá,
    Estou gravida de seis meses e eu e meu marido optamos pelo quarto montessoriano. Estou em dúvida quanto ao tapete. Gostei do que você usou, mas não é possível identificar o tipo de capa que você fez para o tapete EVA. É de material lavável? É de tecido? Ficou prático para limpar?
    Agradeço se puder me passar as informações…
    Suely

    1. Oi Suely! Fiz duas capas de brim 100% algodão. Super fácil de limpar. Vou fazer um post logo mais mostrando os detalhes.

      Beijinhos

  10. Oi Maria, estou descobrindo agora seu blog…..estou grávida do primeiro filho (ou filha, vou descobrir hoje a tarde!!!!!!) e acabei de descobrir que você pode me tirar uma dúvida mais da avó, do que minha….mais preciso saber.Eu acho incrível a ideologia Montessori. Fui apresentada a ela por uma amiga, e super curti…ainda bem que antes de começar a fazer o quarto. Pois bem, as avós não se conformam em não ter um berço, acham que eu me cansarei muito tendo que abaixar e levantar mil vezes com um recém nascido, enfim, me diga você que tem experiência, por favor…..como é a rotina de mãe de recém nascido sem o famigerado berço!
    Obrigada…parabéns pelo filho lindo!

    1. Oi Ana! As avós sempre são uma questão na hora de tirar o berço, mas depois são as primeiras a comemorarem junto como é legal ver o nenê solto no bailado no quarto dele.
      Os três primeiro meses do Theo ele dormiu num berço suspenso muito legal que se chama NONOMO, dormiu muito na nossa cama, e às vezes no futon. Depois foi pro futon o tempo todo. Não lembro de achar cansativo a operação botar e tirar o nenê do futon, achava bem confortável descer com o Theo agarrado no meu colo até chegar no colchão e, muitas vezes, deitar um pouco com ele. Não sei se é o hábito, mas outro dia fui botar o nenê de uma amiga no berço e achei que as grades dificultavam muito a vida até chegar no colchão.

      Agora, sobre o cansaço, não tem jeito, cuidar de nenê cansa mesmo, pode ser com berço, rede, colo ou cama, será o maior trabalho da sua vida, ou quem sabe até seu filhote ficar adolescente 🙂

      De repente, pra acalmar a vó, vc poderia pensar em ter um carrinho bem confortável pra ele dormir as primeiras semanas… muita gente faz isso.

      Beijinhos e boa sorte pra vc.

  11. Oi, Marilia! Estou com 15 semanas de já pensando no quarto do bebê. Muito inspirador seu blog! Parabéns! Gostaria de saber onde vc conseguiu o berço suspenso NONOMO. Procurei na internet e descobri que é feito na Dinamarca… É tao bacana!! Acho que o bebê deve adorar!
    Obrigada, um abraço,
    Letícia

    1. Oi Letícia!

      Fico feliz que vc curtiu o blog. Sobre o NONOMO, eu aproveitei que tinha um parente viajando pela a Europa, comprei online e pedi para entregarem no hotel na Alemanha. Infelizmente eles não vendem no Brasil. E a loucura é que o tecido da rede é feito no Ceará… Beijinhos

      1. Estou pensando em fazer o quarto do meu bebê assim também, desde o início. Teria alguma sugestão?

  12. Oie, venho acompanhando teu blog e admiro a independência do Theo!
    Estou grávida e moro em SP no momento e já pensando em mudar de estado, me inspirei nesse quarto e vou fazê-lo, porém, eis minhas duas maiores dúvidas: o piso de taco (aqueles bem antigos) fariam mal pro meu bebê por acumular muita poeira? E pra recém nascido o método Montessori é viável e seguro?
    Da admiradora do Theo.

    1. Oi Drielle! Nosso chão também era de taco bom antigo. A gente aspirava todo dia. E fizemos um tatamezinho também. Theo recém nascido dormia com a gente e foi pro quarto com três/quatro meses. Foi uma ótima experiência, não tenho queixas. Se estiver mesmo interessada, recomendo que você leia os textos originais da Maria Montessori, além tem vários livros. Ela era uma cientista incrível, é o melhor jeito de entrar em contato com sua filosofia.

      Beijos e boa sorte na nova empreitada!

  13. Oi Marília,

    Estou com 5 meses e esperando Sofia. Foi através da fisioterapeuta Paula Spinosa que primeiro ouvi falar em quarto montessoriano. E aí caí na rede em busca de informações e me apaixonei pela teoria dessa italiana vanguardista.
    Li, sonhei, pesquisei, decidi, e agora estou tentando colocar tudo em prática, pois o relógio está correndo…
    Amei o quarto de Theo e gostaria de fazer o tapete de EVA. Será que você pode me enviar mais detalhes. Vi aqui que a capa é de brim, mas como você a costurou?
    Estou namorando seu blog há um mês. Muito lindo ver o desenvolvimento de Theo e seus desenhos.
    Parabéns!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s