Ambientes Montessori, BLOG, montessori

Um quarto cheio e vazio

IMG_0226-2A gente migrou para o Sul, deixamos a cidade maravilhosa e voltamos a morar na cidade imensa e cinzenta onde nasci e cresci, São Paulo. Voltamos por mil questões que envolvem trabalho, amizades, escolas, e não mais morros e ladeiras. Mas o motivo real mesmo, foi esta menina aqui, que quando virou mãe, quis a mãe dela por perto de novo.  Ninguém me contou quando engravidei que as mães também precisam de colo. Então mudamos para um apartamento que está localizado a trinta minutos de caminhada do colo da minha mãe, mais conhecida por Bubú, que foi o jeito que o Theo aprendeu falar vovó.

Deu uma trabalheira danada mudar de cidade com o Theo tão pequeno, ele mal tinha acabado de fazer um ano. Depois dos meus problemas com a amamentação, acho que foi a tarefa mais dura que já tive, ainda mais com o maridón viajando a trabalho. E depois de mudada? Como faz para achar tempo pra arrumar a casa e trabalhar ao mesmo tempo? Não acha. Ela ainda está longe de estar com a nossa cara, está povoada por caixas escondidas nos armários e quadros hibernando atrás dos móveis, mas o quarto do Theo finalmente está pronto, até quadro tem. Continuamos sem berço e com a mesma pegada minimalista que Maria (Montessori) nos ensinou no primeiro quarto do Theo.

O que era pra ser ocupado por cômoda, berço e poltrona, virou espaço pra ocupar com  brincadeira, dança e bola. O quarto vira e desvira, é palco, é circo, é campo de futebol, é ateliê, é oficina. Estou contente, e o sorriso chega na barriga quando vejo o Theo tomando posse de cada metro quadrado do seu território.

Aqui é a cama no modo dormir, aberta, espalhadona, são dois futons de solteiro unidos por um lençol de casal de elástico.

IMG_0204 IMG_0205

cama aberta

Durante o dia, a gente dobra um futon em cima do outro e o quarto fica bem mais espaçoso, e o Theo não pisa com o sapato sujo da rua no lençol que vai dormir.

cama dobrada montagem

IMG_0081-2

Este é o mesmo espelho do antigo quarto do Theo, só que na vertical, já que agora ele se locomove só com duas patas. Muita gente pergunta se não é perigoso, principalmente quem é avó, mas este é um espelho inquebrável, é de acrílico e está colado em uma base de MDF que está parafusada na parede, e nem o neném mais bagunceiro é capaz de se machucar.

espelhoMantive o mesmo tatame que fiz para o primeiro quarto do Theo, ele é feito de borracha E.V.A que comprei a metro e forrei com uma capa de brim colorido. Antes servia para o Theo não bater a cabeça no chão enquanto aprendia a engatinhar, agora é pra ele não acordar o vizinho de baixo com a bateção de brinquedos no chão.

IMG_0214-2 IMG_0220-2Bancada/estante para os brinquedos. Estes móveis já foram o trocador do Theo, olha aqui.

IMG_0230-2IMG_0227-2Arte para adultos que é também para crianças. Saul Steinberg. Queria ter conhecido este ilustrador ao vivo, deve ter sido uma boa mistura de sábio com palhaço. São desenhos mágicos e super realistas ao mesmo tempo. Recomendo parafusar os poster na parede, porque os desenhos despertam muito amor nas crianças e elas costuma pegar o afeto na unha.

IMG_0232-2 IMG_0233-2

Aqui é a esquina dos livros feita com um escorredor de louças, super mal projetado, que me fez quebrar quatro pratos além da minha cumbuca favorita, e que quase incinerei de tanta raiva.

IMG_0059-2

Papel kraft na parede para desenhar. Eu não resisto e desenho mais que ele, e lógico que mesmo com esta imensidão de espaço ele prefere ir rabiscar em qualquer cantinho que não tenha papel. Já não tenho saliva para tanto não.

IMG_0036IMG_0034

E voilá! Este é o quarto do Theo cheio de ideias inspirada na filosofia de uma senhorinha italiana do balacobaco, que nasceu no século XIX, que já morreu, claro, mas que continua iluminando nosso presente. Resumindo, a ideia é ter um quarto organizado e harmonioso, com poucas coisas e com tudo na altura da criança. Ela tem que ser capaz de entrar e sair da cama quando quiser e de acessar todos os brinquedos e materiais. Não pode ter muita coisa, pois o excesso perturba a capacidade de concentração. Na estante por exemplo, ela recomenda oito brinquedos no máximo. Os que não couberem você pode guardar bem guardado no armário e de tempos em tempo fazer um rodízio, trocar os expostos pelos guardados e a criança terá a sensação que está ganhando brinquedos novos, como se fosse Natal, é incrível. De preferência, materiais naturais, que ninguém mais aguenta este mundo de plástico.

Para saber mais tem este blog: how we montessori, que não canso de indicar. De uma mãe australiana, expert em Montessori, e que posta absolutamente tudo que ela pratica em casa. Foi esse blog que me despertou para o método Montessori. Mais recomendável ainda é ler os livros, pra mim foram fundamentais o Montessori from the Start, da Paula Polk Lillard e Lynn Lillard Jessen e o Mente Absorvente, da própria Maria Montessori.

E viva o espaço vazio! Crie espaço livre para botar muita imaginação dentro!

9 comentários em “Um quarto cheio e vazio”

  1. Que legal! Em nossa casa não nos sentimos seguros de por a caminha do Benjamim no chão. Porque aparecem escorpiões e aranhas por aqui. É um lugar de muito mato em volta, sabe? Queria muito poder fazer assim. Quanto ao espelho, ando procurando, soube que é caro. Mas vou dar um jeito nisso. Muito obrigada pelas dicas. Eu amei o espaço novo do Theo. E logo, logo a casinha de vcs terá as suas caras. 🙂 Bjo.

  2. Nossa, Marília, ele está muito fofo!
    Que legal, imagino que não deva ter sido fácil a mudança, mas estar perto da mãe, sempre é bom! Estou a 12.000km de distância dela e tô planejando ir pro Brasil daqui a um mês pra ficar pertinho da minha família!
    Teu blog e o PotencialGestante foram os que me deram o primeiro contato com o “mundo” da Montessori e me encantei. Fico muito contente em ver que funciona tri bem! É uma grande inspiração para o quarto da Maíra!
    Um beijo grande e tudo de bom,
    Marília
    P.S De que cidade no sul tu és?

  3. Oi Marília!
    Sou do Sul (nasci em Novo Hamburgo, RS), e moro atualmente em Indaiatuba, SP (longe dos meus queridos familiares…)
    Olha, como são as coisas! Esta noite mesmo, do nada, me veio a lembrança do teu blog. E hoje, quando abro meu email, tem um novo post. Faz algum tempo que o acompanho, mas nunca tinha escrito aqui. Gosto muito do blog e foi atráves dele que conheci a Montessori. Ainda não tenho filhos, quero muito tê-los, e quando Deus me der este presente, pretendo aplicar algumas das coisas que tenho visto aqui. Partilho de muitos pensamentos iguais aos teus, como o minimalismo, este jeito simples e descomplicado de viver e ver as coisas.
    Cada vez que leio algum novo post, sorrio ao pensar que não sou só eu e meu marido que pensamos diferente da maioria das pessoas, que não somos só nós que queremos viver em um mundo menos consumista, e não achamos necessário ter mihões de coisas em casa pra sermos felizes.
    Continue compartilhando conosco tua criatividade e fotos do teu lindo filho. Um abraço!

    1. Querida Morgana! Obrigada por suas palavras. Tem sido tão difícil combinar tanto trabalho de ganhar dinheiro com tanto trabalho de amor de cuidar do Theo que fiquei um tempo sem escrever por aqui. Li seu comentário hj de novo quando publiquei um post depois de um jejum de vários meses, e me animei em não deixar esta petaca do blog cair, me faz muito bem manter este diário aberto.

      Beijos mil pra vc!

      1. Marília, agora estou grávida de 5 meses e meu marido e eu estamos pensando seriamente em adotar o modelo de quarto Montessoriano para o nosso bebê. Espero conseguir fazer algumas coisas tão legais quanto você fez no quarto do Theo. Beijos pra vocês!

  4. Que maravilha prima!
    Me divirto sempre lendo os relatos seus sobre o pequeno!
    Uma maravilha!
    A esquina dos livros ficou ótima! E ninguém mais vai quebrar!

  5. Olá, Marília! Acabei de conhecer o seu blog, e estou encantada com o quarto do Theo! Sei o quanto é difícil se mudar de cidade (eu me mudei de país a pouco tempo), com criança pequena então deve ser ainda pior! Não se apresse não, daqui a pouco a sua casa estará do seu jeito. Eu conheço já uma pessoa que tem o quarto no padrão Montessori e sei a diferença que faz pro desenvolvimento da criança. Com 11 meses ela já está dando seus primeiros passinhos. Quero muito fazer isso no quarto da minha sementinha! Tenho bastante tempo pra organizar tudo, pois estou grávida de 7 semanas ainda. Mas adoro planejar, pensar em tudo com antecedência. Uma coisa que quero imitar do quarto do Theo é o trocador que depois vira uma mesinha e estantezinha pro pequeno. Que máximo! Já mostrei pro maridex aqui, ele disse que consegue fazer igual. Tomara, rs! Então quero te pedir as medidas das 2 peças. Muito obrigada por compartilhar a sua experiência!
    Um abraço,
    Rita
    http://melancianabarriga.blogspot.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s